MAIS RELEVÂNCIA DIÁRIA. MENOS AMBIGUIDADE.

Alteração nos métodos de teste definidos para consumo, emissões e poluentes.

Em 1992 foi introduzido o Novo Ciclo Europeu de Condução (New European Driving Cycle - NEDC). Desde então, este procedimento tem sido utilizado para determinar o consumo de combustível e os valores de emissão dos veículos. No entanto, as condições de teste de laboratório são desvantajosos na determinação de valores reais de consumo e emissões.

A partir de setembro de 2017 será introduzido um novo ciclo de condução, designado WLTP (Worldwide Harmonized Light Vehicles Test Procedure - Procedimento Mundial Harmonizado de Teste para Veículos Ligeiros) que irá substituir o NEDC.

Este teste de laboratório será também complementado por um teste de emissões que mede os poluentes diretamente na estrada: RDE (Real Driving Emissions - Emissões Reais de Condução).

Os novos procedimentos de testes permitirão no futuro que os consumidores estimem melhor o consumo de combustível e das emissões do veículo.

Ler mais
MAIS RELEVÂNCIA DIÁRIA. MENOS AMBIGUIDADE.Alteração nos métodos de teste definidos para consumo, emissões e poluentes.

DO NEDC AO WLTP.

Valores de consumo e de emissões mais realistas graças a condições de teste mais realistas.

O novo procedimento de teste WLTP baseia-se numa aproximação das condições de teste em circunstâncias reais, o que significa que os valores indicados possuem igualmente maior relevância na realidade. Entre as mudanças que envolve, são redefinidas condições e velocidades de teste significativamente mais rigorosas, com uma duração de teste substancialmente maior (30 em vez de 20 minutos).

Para obter uma determinação mais precisa das emissões de CO2, o novo procedimento de testes inclui, para além de equipamento de série, as opções de equipamento especial do veículo. Isto gera dois valores para cada tipo de veículo: o valor-padrão mais baixo e o mais elevado possível, de acordo com a aerodinâmica, o peso e a resistência ao rolamento. Graças ao WLTP será possível avaliar melhor o consumo de um veículo e as emissões de CO2. No caso de uma configuração específica do veículo, o valor-padrão individual pode ser indicado diretamente.

Apesar do elevado rigor, os desvios são, naturalmente, também possíveis com este procedimento de testes. O consumo diário e as emissões de CO2 continuam sujeitos às diferentes condições de topografia, condições atmosféricas e técnica de condução pessoal. O estado do trânsito, a carga e o uso de dispositivos como o sistema de ar condicionado influenciam os níveis de consumo de um veículo. Uma coisa é certa: as condições de teste são mais realistas do que anteriormente, o que significa que o consumo de combustível e os valores de CO2, bem como os menores valores de autonomia para veículos elétricos são teoricamente expectáveis. No entanto, isso não terá nenhum efeito adverso sobre o consumo ou autonomia reais de combustível. Além disso, o BMW Group aposta continuamente em novas tecnologias que melhoram o consumo e a autonomia dos seus veículos.

O BMW Group está já a trabalhar na transição para o novo procedimento de testes e a preparar a sua carteira de produtos, passo a passo, com novos veículos, novas motorizações e revisões técnicas. Isto irá permitir a perfeita conformidade com o WLTP em toda a gama BMW. Desta forma será garantido o constante cumprimento do quadro legislativo aplicável em todos os veículos do BMW Group.

A partir de setembro de 2017, o WLTP será obrigatório para novas homologações. No entanto, o legislador especifica que os valores medidos com o WLTP serão inicialmente comunicados com um cálculo que remeterá de volta aos valores NEDC. A Comissão da UE desenvolveu uma técnica de correlação para esse fim, que será vinculativa em todos os fabricantes de veículos. Esta fase destina-se a simplificar a transição. A sua duração dependerá da legislação nacional respetiva e, portanto, variará de mercado para mercado.

A partir de setembro de 2018, todos os fabricantes serão obrigados a testar de acordo com o WLTP para veículos vendidos na UE, bem como na Suíça, Turquia, Noruega, Liechtenstein, Israel e Irlanda.

Finalmente, em dezembro de 2019, todos os países que adotem a legislação da UE para registo de veículos terão de indicar e comunicar os valores WLTP de todos os veículos.

Ler mais
“Os novos testes garantem medições de laboratório que refletem de forma mais rigorosa o desempenho de um veículo em estrada.”
Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis (European Automobile Manufacturers Association)

COMPARAÇÃO WLTP E NEDC.

Existem diferenças específicas entre o procedimento anterior e o novo procedimento de testes.

Procedimento de testes
NEDC
WLTP

REAL DRIVING EMISSIONS - RDE (Emissões Reais de Condução).

Restrição de valores poluentes em estrada.

Além do WLTP, o valor RDE (Real Driving Emissions) será também obrigatório para todos os fabricantes de veículos na UE, assim como na Suíça, Turquia, Noruega, Liechtenstein, Israel e Irlanda a partir de setembro de 2018. Nestes testes RDE, as emissões poluentes, como as partículas e os óxidos de azoto (NOx) são medidos diretamente em estrada. Este método determina os valores médios de emissões previstos na condução quotidiana.

Para reduzir ainda mais estes valores de poluição, o BMW Group utiliza várias tecnologias de redução das emissões de gases de escape nos seus modelos.

As medidas BMW BluePerformance reduzem a emissão de óxidos de azoto em motores diesel. O BMW Group utiliza dispositivos designados como catalisadores de NOx de mistura pobre para reduzir as emissões de óxidos de azoto. Para além disso, e dependendo do modelo, a redução catalítica seletiva (SCR) com AdBlue® – uma solução de ureia – converte até 90% dos óxidos de azoto em vapor de água e em azoto não nocivo.

O BMW Group foi o primeiro fabricante a introduzir a combinação do catalisador de NOx de mistura pobre com o sistema SCR na sua produção em série.

Desde 2006, os veículos com motores diesel são equipados também com um filtro de partículas de série de forma a reduzir as partículas. Nas versões a gasolina têm também vindo a ser introduzidos filtros de partículas especiais.

Desta forma, o BMW Group pode cumprir os valores de limite inferior da norma EU6c para emissões de gases de escape, obrigatória para todos os novos veículos a partir de setembro de 2018. A norma EU6c para emissões de gases de escape prescreve limites de partículas mais baixos para os veículos com motores a gasolina, comparada com a norma EU6b. Os mesmos limites são aplicáveis a veículos com motores diesel dentro do ciclo, quer na norma EU6b, quer na norma EU6c.

Ler mais

NORMA UE PARA EMISSÕES DE GASES DE ESCAPE.

Valores mais baixos. Maior desafio.

A norma UE para emissões de gases de escape define os limites válidos para as emissões de gases de escape, como os óxidos de azoto e as partículas, no âmbito da UE. Os limites variam de acordo com o motor e o tipo de veículo. De forma a beneficiar a proteção climática e a qualidade do ar, os limites são submetidos a uma intensificação crescente. Isto traz novos desafios para os fabricantes de automóveis.

RDE: VISÃO GERAL DO NOVO PROCEDIMENTO DE TESTES.

Saiba mais sobre o novo procedimento de testes de poluentes.

Animação sobre as tecnologias inteligentes BMW e as soluções de poupança de combustível.

SUGESTÕES PARA UMA CONDUÇÃO EFICIENTE.

Ainda mais eficiente na estrada - com as tecnologias inteligentes BMW e as soluções de poupança de combustível.

Questões frequentes.

As suas questões. As nossas respostas.

  • O que é o WLTP?
  • O que é o ciclo de condução WLTP?
  • Como é que o BMW Group está a lidar com os novos métodos envolvidos no WLTP?
  • O que significa o WLTP para si?
  • O que é o RDE?
  • O que é a EU6?
  • O que significa a redução catalítica seletiva (SCR)?
  • O que é a tecnologia BluePerformance?
  • O que é um filtro de partículas?
  • O que significa o WLTP para os veículos elétricos e híbridos?