VISÃO GERAL DO BMW SÉRIE 7.

Seja qual for a ocasião, o BMW Série 7 tem sempre uma entrada triunfante. A presença sublime e o caráter autoconfiante refletem a tradição, a experiência e a perfeição esperadas no segmento de luxo. A tração excecional e a superioridade tecnológica do veículo demonstram como os novos e elevados padrões do desempenho, conforto e dinâmica podem ser alcançados todas as vezes.

Ler mais

O novo BMW Série 7 possui uma presença extraordinária, máximo desempenho e conforto único. A sua autoconfiança é sublinhada pela impressionante dianteira, com a característica grelha em forma de rim. Nas zonas laterais, as saídas de ar reforçam o caráter distintivo. Com costuras adicionais e frisos interiores de alta qualidade, o interior oferece um ambiente particularmente luxuoso.

O BMW Série 7 aumenta também o prazer de conduzir e a segurança, graças às funções digitais e automáticas, bem como aos assistentes. O Copiloto Pessoal BMW combina diversos sistemas de assistência ao condutor que auxiliam em diversas situações e assumem na íntegra algumas funções. Com o BMW Live Cockpit Professional, que inclui o sistema operativo BMW 7.0, o controlo torna-se ainda mais simples e intuitivo.

Além do motor BMW TwinPower Turbo de 6 cilindros a gasolina ou do potente motor de 8 cilindros, o BMW Série 7 Berlina nas versões BMW 745e/Le Híbridas Plug-in, combina o impressionante desempenho do motor BMW TwinPower Turbo de 6 cilindros em linha com a eficiência pioneira da bateria de alta tensão de última geração.

O novo BMW M760Li xDrive Berlina, com o seu potente motor a gasolina BMW TwinPower Turbo de 12 cilindros, combina elegância com estilo desportivo. Juntamente com o Pack Desportivo M, o exclusivo equipamento M Performance e diversos elementos de design, destaca-se pela paixão dedicada à dinâmica.

Ler mais

5 CARACTERÍSTICAS DO BMW SÉRIE 7.

  • 01 Aparência confiante e suprema
  • 02 Sem comprometer o conforto e o luxo
  • 03 Desempenho excecional em todas as situações
  • 04 Tecnologia do veículo de topo
  • 05 Ligação excelente a todos os serviços, graças ao BMW ConnectedDrive
BMW Série 7 Berlina (E23), perspetiva dianteira a três quartos, BMW Série 7 Berlina (G12), perspetiva lateral 7/8, ambos parados

BREVE HISTÓRIA DOS MODELOS BMW SÉRIE 7.

Descubra as origens e a história do veículo de luxo da BMW. Experiencie a evolução e o desenvolvimento da berlina que define padrões no desempenho, no luxo e no design.

Ler mais
BREVE HISTÓRIA DOS MODELOS BMW SÉRIE 7.

PRIMEIRA GERAÇÃO DO BMW SÉRIE 7.

BMW Série 7 Berlina (E23), perspetiva lateral 7/8, em movimento

(BMW E23)

O BMW Série 7 fez a sua estreia em 1977. Um veículo que inclui caráter desportivo dinâmico, progresso técnico inovador e luxo elegante ao mais alto nível. O sucessor da BMW Série E3 tem motores de 6 cilindros que apresentam um requinte e um desempenho incomparáveis em qualquer estado da potência e tornam o automóvel na berlina mais desportiva da classe de luxo. A forma da carroçaria é baseada num design de Paul Bracq e é caracterizada pelas secções dianteira e traseira inclinadas, que, tal como a linha de cintura rebaixada, realçam o caráter desportivo da berlina de luxo.

Componentes modernos, como o sistema de controlo da climatização eletrónico e o Cruise Control, ficam disponíveis em 1978, com o sistema de travagem antibloqueio (ABS) e a eletrónica do motor digital a seguirem-se em 1979. No mesmo ano, todos os motores são convertidos à injeção de gasolina.

Em 1980, é lançado o modelo topo de gama: o BMW 745i debita 185 kW (252 cv) e atinge uma velocidade máxima de 227 km/h. A atualização do modelo de 1982 inclui uma dianteira ainda mais aerodinâmica e modificada, uma transmissão automática de 4 velocidades e um chassis atualizado. Em mais de nove anos, mais de 270 000 veículos saem da fábrica e a Série extremamente bem-sucedida continua o domínio da BMW na moderna classe das berlinas de luxo.

Período de produção: 1977–1986
Motores: 2,5–3,4 litros (110–185 kW, 150–343 cv), 6 cilindros
Comprimento/largura/altura: 4860 mm/1800 mm/1430 mm

SEGUNDA GERAÇÃO DO BMW SÉRIE 7.

BMW Série 7 Berlina (E23), perspetiva lateral 7/8, parado

(BMW E32)

Sob a liderança de design de Claus Luthe, a segunda geração do modelo BMW Série 7 inclui linhas harmoniosas e elementos de estilo dinâmico e confiante. Por exemplo, a ampla grelha em forma de rim na dianteira ou a traseira imponente, cujos faróis traseiros em forma de L realçam a aparência. O BMW Série 7 vem equipado com ABS de série, juntamente com os sensores de estacionamento e os vidros duplos opcionais, que reduzem significativamente os níveis de ruído e garantem vidros livres de embaciamento.

Desde 1987, a berlina de luxo está disponível com um motor V12 de 5.0 litros que debita 220 kW (300 cv). O motor é o primeiro deste tipo a ser utilizado no fabrico alemão desde 1945. O BMW Série 7 está agora disponível numa versão longa para o máximo conforto dos passageiros dos bancos traseiros. Desde 1989, a nova High Line opcional adicional leva o luxo a um novo nível com equipamento, como caixa térmica e o telefone no veículo.

Pela primeira vez num veículo de produção em série, os faróis de xénon estão disponíveis como opcional a partir de 1991. Em 1992, é lançada a maior atualização do modelo. Subsequentemente, dois motores de 8 cilindros com três e quatro litros de cilindrada completam a gama de motores. Cerca de 310 000 veículos são fabricados em 1994.

Período de produção: 1986–1994
Motores: 3.0–5.0 litros (135–220 kW, 184–300 cv), 6, 8 e 12 cilindros
Comprimento/largura/altura: 4910–5024 mm/1845 mm/1400–1411 mm

TERCEIRA GERAÇÃO DO BMW SÉRIE 7.

BMW Série 7 Berlina (E38), perspetiva lateral 7/8, parado

(BMW E38)

A nova geração do BMW Série 7 é apresentada nos salões de exposição em 1994 e inclui uma gama de inovações técnicas.. É a primeira vez na Europa que um automóvel inclui um sistema de navegação e, desde 1996, airbags laterais para o condutor e para o passageiro da frente de série. Airbags dianteiros protegem os passageiros dos bancos traseiros desde 1997. O design é mais amplo e desportivo, mas também mais elegante.

É o primeiro modelo BMW Série 7 a ter disponível um motor diesel com 6 cilindros, que debita 135 kW (184 cv), assistido pela tecnologia Common Rail. Desde 1996, o motor diesel de 6 cilindros com uma cilindrada de 2.5 litros e 105 kW (143 cv) equipa a gama inferior dos motores diesel. E, em 1999, a berlina de luxo com um motor diesel V8 e uma potência de 180 kW (245 cv) estabelece um recorde adicional: o veículo é o mais potente diesel de passageiros de sempre.

O BMW 750i/750iL lidera no que respeita ao desempenho: os 12 cilindros com 5.4 litros de cilindrada debitam 240 kW (326 cv). A atualização do modelo de 1998 inclui faróis dianteiros e traseiros mais dinâmicos, bem como saias laterais renovadas e uma grelha em forma de rim ligeiramente mais ampla. A gama de motores é atualizada e torna-se mais eficiente, sendo também mais potente. A partir de 2000, o BMW Série 7 inclui uma nova tecnologia de motor.  O BMW 750hL é produzido numa pequena escala e utiliza hidrogénio. Adicionalmente à versão de longa distância entre eixos, cerca de 900 veículos são produzidos sob o nome L7 e são 39 centímetros mais longos do que a versão de série. Um total de 327 000 BMW Série 7 (E38) são produzidos.

Período de produção: 1994–2001
Motores: 2.5–5.4 litros (105–240 kW, 143–326 cv), 6, 8 e 12 cilindros
Comprimento/largura/altura: 4984–5374 mm/1862 mm/1425–1435 mm

QUARTA GERAÇÃO DO BMW SÉRIE 7.

BMW Série 7 Berlina (E66), perspetiva lateral 7/8, parado

(BMW E65, E66, E67 e E68)

Lançado em 2001 no Salão Automóvel Internacional (IAA) na Alemanha, o novo BMW Série 7 (E65) é um veículo completamente novo em todos os aspetos. A equipa do Chris Bangle cria realces de design com faróis totalmente renovados e a característica porta da bagageira compensada. No interior, o sistema iDrive oferece ao condutor um ambiente de controlo sem precedentes. Existem menos botões de controlo. No entanto, cerca de 700 funções, incluídas nos diversos e extensivos sistemas do veículo, podem ser acedidas através de um único botão, que pode ser rodado, pressionado e movido em oito direções. O computador de bordo utiliza informação a partir da Internet. Outra inovação faz a sua estreia mundial: a transmissão automática de 6 velocidades com alavanca seletora no volante. O motor topo de gama debita agora 327 kW (445 cv), e os 12 cilindros incluem 6 litros de cilindrada.

A partir de 2003, o BMW Série 7 com iluminação em curva adaptativa fica disponível, e a maior atualização do motor teve lugar em 2005. Visualmente, a traseira é mais ampla, a grelha em forma de rim é maior, e os faróis bi-xénon são agora de série. Têm também um design muito mais dinâmico. O sistema iDrive é atualizado e pode agora ser controlado de forma mais eficiente. No outono de 2005, é incluído o assistente das luzes de máximos, bem como o BMW Night Vision, o assistente de condução noturna BMW que melhora a segurança durante a condução noturna.

Adicionalmente à Berlina (E65), várias versões de modelo também incluem uma versão de longa distância entre eixos com mais 14 centímetros de distância entre eixos (E66), uma versão de segurança (E67) e uma versão de hidrogénio (E68).

Período de produção: 2001–2008
Motores: 3.0–6.0 litros (160–327 kW, 218–445 cv), 6, 8 e 12 cilindros
Comprimento/largura/altura: 5039–5179 mm/1902 mm/1491 mm

QUINTA GERAÇÃO DO BMW SÉRIE 7.

BMW Série 7 Berlina (F02), perspetiva lateral 7/8, parado

(BMW F01/F02)

No seu lançamento em Munique, o BMW Série 7 (F01) estabelece um novo padrão ao combinar dinâmica de condução superior, presença extraordinária e conforto em viagem excecional. O design desportivo e elegante reflete-se no capot alongado, na linha de tejadilho rebaixada e nas proporções dinâmicas. A faixa em cromado estende-se ao longo da traseira que, juntamente com os faróis traseiros, realça a largura do veículo.

O interior inclui materiais exclusivos e excecionalmente elaborados à mão, e uma multitude de sistemas de assistência modernos: desde o Cruise Control ativo e o assistente de faixa de rodagem ao Head-Up Display. Segurança adicional é providenciada pelas câmaras que apresentam a área atrás do veículo e podem também oferecer uma perspetiva em volta do veículo. Este opcional gera uma imagem do veículo a partir de uma perspetiva aérea, garantindo a melhor visão geral possível.

Os motores a gasolina e diesel oferecem um desempenho desportivo, incluindo motores Turbo com dois turbocompressores e o BMW 760i, cujo motor V12 debita 400 kW (544 cv). E, pela primeira vez, uma tração híbrida está disponível para o BMW Série 7. A tração integral, o controlo das oscilações adaptativo e o controlo eletrónico do amortecimento (EDC) opcionais contribuem para a dinâmica de condução típica da BMW – para uma condução precisa e segura.

A atualização do modelo de 2012 inclui um novo visor central com visuais 3D, sistemas de assistência renovados, incluindo o assistente das luzes de máximos LED e motores mais eficientes e atualizados.

Período de produção: 2008–2015
Motores: 3.0–6.0 litros (180–400 kW, 245–544 cv), 6, 8 e 12 cilindros
Comprimento/largura/altura: 5072–5212 mm/1902 mm/1479 mm

SEXTA GERAÇÃO DO BMW SÉRIE 7.

BMW Série 7 Berlina (G12), perspetiva lateral 7/8, parado

(BMW G11/G12)

Produzido a partir de 2015, o BMW Série 7 (G11) combina dinâmica e precisão superiores com uma presença excecional e luxo exclusivo. Isto é evidente nas pinturas brilhantes e opulentas e no design marcante da traseira. Os faróis LED planos são ligados por uma banda de luz estreita e projetam uma aparência confiante, reforçada pelas ponteiras de escape com os seus contornos trapezoidais e posicionamento amplo. A carroçaria consiste num compósito de CFRP (plástico reforçado com fibra de carbono), aço e alumínio, o que reduz uma quantidade significativa de peso. O teto de abrir panorâmico está disponível para a versão de longa distância entre eixos (G12), oferecendo ventilação com a sua função de deslizamento e elevação. Como Sky Lounge, também apresenta gráficos coloridos, que se harmonizam perfeitamente com os realces de luz no pilar B. Assim que entra, o BMW Série 7 saúda o condutor com uma apresentação de luz “Welcome & Goodbye”.

Materiais exclusivos e altamente elaborados à mão expressam as suas preferências pessoais – por exemplo, os estofos em pele Nappa em Cognac complementam os frisos interiores e o forro do teto. O sistema multimédia para os bancos traseiros está equipado com ecrãs táteis HD. Com o opcional Executive Lounge, os passageiros dos bancos traseiros desfrutam do máximo conforto, graças aos bancos de luxo com funções de massagem ajustáveis. Os ocupantes que se sentarem atrás do banco do passageiro da frente têm uma vista panorâmica desobstruída, e a zona dos pés está integrada no banco do passageiro da frente.

Por ser integrado no cartão SIM, o Assistente Pessoal BMW tem acesso móvel ilimitado às aplicações e serviços, como o Connected Navigation continuamente atualizado e as atualizações de software à distância. O BMW Connected representa a ligação perfeita entre o smartphone e o veículo. O estacionamento semiautomático permite ao condutor controlar o veículo sem o estar a fazer: o BMW Série 7 realiza automaticamente as manobras em lugares de estacionamento e garagens sem a supervisão do condutor.

Com a atualização do modelo de 2019, o automóvel foi equipado com uma grelha do radiador mais ampla, que, juntamente com os faróis em combinação, destaca a largura e a presença da berlina de luxo.

Período de produção: 2015–atualmente
Motores: 2.0–6.6 litros (183–448 kW, 249–610 cv), 4, 6, 8 e 12 cilindros
Comprimento/largura/altura: 5098–5260 mm/1902 mm/1467–1479 mm

BMW Série 7 Berlina (G12), perspetiva lateral com porta traseira aberta

BMW SÉRIE 7 BERLINA.

Consumo de combustível e emissões de CO2.

  • BMW Série 7 Berlina:
    Consumo de combustível em l/100 km (combinado): 1,8–11,1
    Emissões de CO2 em g/km (combinadas): 41–252
    Consumo de energia elétrica em kWh/100 km (combinado): 17,9–20,1
    Autonomia elétrica em km: 44–55

    O consumo de combustível, emissões de CO2, consumo de energia e autonomia elétrica apresentados foram determinados de acordo com o processo de medição, tal como definido pelo Regulamento Europeu (CE) 715/2007 na versão aplicável. Para os intervalos, os dados WLTP têm em consideração o equipamento opcional. No caso dos veículos recentemente homologados - desde 01.01.2021 - apenas os dados de acordo com o WLTP são considerados oficiais. Poderá encontrar mais informações sobre os procedimentos de teste WLTP e NEDC em www.bmw.de/wltp